Gamificação no Marketing Digital

8 de março de 2016

A história dos jogos digitais começou no ano de 1952, com o game OXO, e a indústria de games só evolui com o passar dos anos. Surgiram os consoles, como o saudoso Atari e Game Boy, até chegar nos consoles de ponta, como PS4 e Xbox One. Mas a gamificação tornou-se interessante para as estratégias de marketing das empresas, por ser uma mídia envolvente e dinâmica, e com a popularização da internet e smartphones ficou mais fácil desenvolver e disseminar os jogos como estratégia de marketing digital.

A verdade é que a interação e linguagem comum dos games são atraentes para nossa geração, e a possibilidade de desenvolver um jogo que esteja atrelado a marca da sua empresa pode garantir resultados como o aumento de target, aumento de fidelidade do público-alvo, disseminação de conteúdo e um envolvimento muito maior com a marca.
Por isto, se tem interesse em planejar um game para sua empresa, atente-se aos seguintes pontos para conseguir resultados positivos.

Divulgue seu produto – aproveite a oportunidade para apresentar o seu produto. Se você desenvolver um jogo, insira o produto na história do jogo, se for apenas uma competição, também garanta que seu produto esteja presente. O importante é que o produto esteja em evidência em alguma etapa do jogo, ou seja até a recompensa para os vencedores.

Desafie – não facilite demais o jogo buscando agradar seus consumidores, as pessoas que gostam de jogar – os gamers, se preferir -, gostam do desafio que os jogos proporcionam, inclusive a dificuldade provoca até uma determinação e engajamento maior dos participantes.

Estimule os jogadores – mantenha o jogo vivo e sempre atualizado, com novos recursos, desafios, prêmios e muito mais. Explore ao máximo o potencial que o jogo pode oferecer e encontre formas de manter os jogadores sempre ativos, jogando e estimulados em continuar.

Real life – desenvolva um jogo onde os participantes consigam transitar entre o digital e o mundo real, seja utilizando tecnologia de realidade aumentada, ou até mesmo criando partes do jogo ou competição que seja necessário realizar fisicamente.

Promova o compartilhamento – convide os participantes do seu game a compartilhar os resultados alcançados, a cada nova fase, nova conquista, ofereça opções de compartilhamento nas redes sociais para que a sua rede se amplie e permita que novas pessoas conheçam o game da sua empresa.

Além destas dicas, sua empresa deve ter como base no planejamento do game o que é o mercado e a sua empresa, o público-alvo e qual o objetivo que pretende alcançar com o game.
Temos no ambiente mobile, o Foursquare como um grande exemplo de gamificação, onde desafia os usuários a ganharem ‘badges’ e status na rede social sempre que realizam check-in nos pontos que visitam. Um usuário que visita o mesmo estabelecimento várias vezes, pode tornar-se o prefeito do local e ganhar descontos em produtos e serviços, ou até outros tipos de recompensas.

Conte com a 2nd como Parceiro

A 2nd está no mercado há 15 anos e mantém sua base de conhecimento sempre atualizada para fazer com que seu projeto atenda as expectativas de usabilidade de seu público. Estruturou uma equipe especializada em marketing e web design, preparada para estudar a sua marca e desenvolver o material necessário para lhe proporcionar uma comunicação efetiva.

Fale conosco!

Tags:, ,



APADI